0
44

O Presidente da OAB/Búzios Dr. Márcio José Teixeira de Sá, juntamente com a Presidente da Comissão de Direito Ambiental da OAB/Búzios Dra, Carolina Mazieri e o Conselheiro da OAB/Búzios Dr. Osmar Augusto Rodrigues Barbosa, estiveram participando no dia 28 de maio de 2021, da manifestação na Praia do Una.

Salvar a Lagoa de Araruama matando nosso mangue de pedras e poluindo nossas praias aqui em Búzios não é solução de nenhum problema.

69.000.000 de litros de esgoto serão despejados por dia em Búzios.

Salvemos o UNA !

“Hoje, nós, moradores, ambientalistas e amigos de Búzios estamos unidos pela proteção do Mangue do Una, do Mangue de Pedras, da APA Marinha, do Parque dos Corais, dos pescadores artesanais, das comunidades quilombolas, da nossa qualidade de vida e do turismo ambiental!

Nesse momento, nossa comunidade e meio ambiente estão sendo ameaçados por um projeto de transposição de resíduos das Estações de Tratamento de Esgoto de 3 municípios da Região dos Lagos para a bacia do Rio Una.

Esse projeto tem por objetivo despoluir a Lagoa de Araruama, missão essa que tem nosso inteiro apoio. Porém, a solução apontada poderá causar danos irreversíveis em outros biomas tão importantes quanto a Lagoa, e fundamentais para a qualidade de vida da nossa comunidade.

Oficialmente, o Una deságua em Cabo Frio, no mar da Praia Rasa, mas o único município que será afetado diretamente pela transposição é Búzios, já que a foz do rio fica a alguns metros da Área de Proteção Ambiental do Mangue de Pedra, patrimônio geológico-ambiental e turístico. Um ecossistema raro e de valor incomensurável!

O Mangue de Pedra, além de ser Unidade de Conservação protegida por lei federal, é também um berçário de animais marinhos e possui um dos últimos resquícios de vegetação do bioma Mata Atlântica no Brasil. É um ecossistema fundamental para a sobrevivência do povo quilombola e caiçara.

Pescadores artesanais e marisqueiras do Quilombo da Rasa baseiam sua sobrevivência no extrativismo de peixes e moluscos, que podem ser contaminados pelos materiais químicos e metais pesados existentes nesses resíduos despejados na bacia do Rio Una.

O mar da Rasa é considerado o maior e mais diverso banco de macroalgas Sargassum do Estado que têm função ecológica importantíssima sendo a base da cadeia alimentar das espécies marinhas. Por isso, ali transitam cinco espécies de tartarugas marinhas e onze espécies de golfinhos e baleias (incluindo a Toninha, ameaçada de extinção) em busca de alimentos produzidos pelo Mangue de Pedra e pelo Mangue do Una.

É importante considerar que a Praia Rasa fica protegida pelo Cabo Búzios, com circulação de correntes restrita e pouca profundidade. Ao longo da nossa costa existem mais 04 Unidades de Conservação, além do Mangue de Pedras: a APA Marinha, o Parque dos Corais e a APA da Azeda e a praia da Tartaruga, que fazem parte do Parque Estadual da Costa do Sol.

O projeto de transposição vem sendo criticado por especialistas justamente pela falta de estudos hidrogeológicos, oceanográficos e sanitários para dimensionar seu real impacto ambiental, social e econômico.

Atualmente, o rio Una já recebe cerca de 150 litros por segundo de resíduos da Estação de Tratamento de Esgoto de Jardim Esperança, de Cabo Frio, causando danos já visíveis ao nosso ambiente. Caso esse projeto seja aprovado, o Una passará a receber diariamente uma vazão de 800 litros por segundo, ou seja, 69 milhões de litros por dia! E, no verão o volume aumenta muitas vezes e a qualidade dos resíduos tendem a piorar.

É preciso lembrar que qualquer dano que prejudique a integridade desses ecossistemas, como por exemplo lançamento inadequado de resíduos de esgoto, é exemplarmente punido pela Lei de Crimes Ambientais.

Acreditamos na recuperação da Bacia do Rio Una, recurso estratégico que deve ser preservado. Salientamos que o Rio Una é a única alternativa de Búzios para captação de água potável no futuro.

A bacia do Una está incluída no Centro de Diversidade Vegetal de Cabo Frio, área considerada de extrema prioridade para a conservação da biodiversidade brasileira. Urge a recuperação de sua bacia.

Como solução para salvar a Lagoa de Araruama, temos algumas propostas, porém elas têm que ser discutidas com toda a população da Região dos Lagos.

Estamos unidos e iremos lutar para salvar a nossa comunidade!

Salvemos a Lagoa de Araruama, salvemos o Una, salvemos a vida marinha, salvemos nossas comunidades!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here